MST pede apoio da Câmara para permanência em assentamento


30/10/2019 21h12 • atualizado 30/10/2019 21h12

Assentados do PDS Osvaldo Oliveira receberam apoio do vereador Marcel Silvano na Tribuna Cidadã

Representantes do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Osvaldo de Oliveira, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), localizado no distrito de Córrego do Ouro, participaram nesta quarta-feira, 30, da Tribuna Cidadã, na Câmara de Macaé.

Os integrantes levaram como pauta, o pedido de apoio à Câmara no reconhecimento da importância do resultado do trabalho e produção do assentamento para a população macaense, principalmente no que se refere à merenda escolar e também apoio para que permaneçam produzindo nas terras assentadas, uma vez que há um processo pela reintegração de posse, ignorando intencionalmente as provas trazidas ao processo por parte desses trabalhadores rurais.

Segundo Diego Rangel Fraga, do PDS, o assentamento tem mais de 50 famílias que agora contam com esse apoio para permanecerem assentadas e darem prosseguimento a esse exemplo de matriz agroecológica que propicia a produção de alimentos livres de transgênicos e agrotóxicos, além de defenderem e preservar a biodiversidade naquelas terras.

“Hoje produzimos feijão, aipim, entre outros que estão sendo inseridos na merenda escolar por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), totalizando entorno de 1 tonelada de alimentos por semana. O fim do assentamento não significa prejuízo somente às famílias assentadas, mas também os 250 mil habitantes da cidade”, explicou Diego, acrescentando que os assentados também comercializam seus produtos em feiras na cidade.

Segundo a advogada dos assentados, Beatriz Mendonça da Costa, há uma preocupação por parte das famílias tendo em vista que a próxima audiência acontece dia 13 de novembro e elas precisam estar fortalecidas com o apoio da Câmara e da sociedade, uma vez que falta a decisão do terceiro desembargador.

O vereador Marcel declarou seu apoio e reconheceu a importância do PDS Osvaldo Oliveira ao relatar todo processo histórico desde 2010 do assentamento, acompanhado por ele. “Nosso mandato irá elaborar a Moção de Apoio e vou pegar a assinatura do máximo de vereadores possível”, disse.

Mais conteúdo sobre:
NotíciasO dia na câmara
Vereador Marcel Silvano - Informação obtida em http://marcelsilvano.com.br/noticias/mst-pede-apoio-da-camara-para-permanencia-em-assentamento/