Macaé fica abaixo das metas do Ideb


04/09/2018 13h50 • atualizado 04/09/2018 13h53

Os dados do Ideb 2017 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), divulgados pelo Ministério da Educação nesta segunda-feira, 3, foi tema de debate na sessão ordinária da Câmara de Macaé, nesta terça-feira. O vereador Marcel Silvano destacou o baixo desempenho do Estado do Rio de Janeiro, assim como Macaé, apesar do orçamento bilionário que arrecada.

Nos últimos três levantamentos do Ideb (2013, 2015 e 2017) as escolas municipais de Macaé ficaram muito abaixo da meta. A pesquisa recente mostra que, em 2017, no nível 4ª série/5º ano do ensino fundamental, o Ideb observado foi de 5.9 enquanto a meta era de 6.0. Já no nível 8ª série/9º ano, a nota ficou em 4.5 e a meta era 5.1.

“Macaé é um município com orçamento bilionário e não é possível não se organizar para atingir metas e superar os problemas de estrutura da educação, não conseguir construir um conceito de valorização do profissional, para que ele vá estimulado para as unidades de ensino e não se sentindo inimigo ou perseguido pela gestão.

Para o parlamentar, o resultado dessa pesquisa deve entrar no debate do PL Bolsa Escola, em tramitação na Câmara e que será discutido em uma audiência pública antes da sua votação. Marcel ressalta que o projeto de autoria do Executivo não trata a fundo os problemas encontrando na Educação e que levaram aos índices colocados.

“Não se resolve a questão se não aprofundarmos a realidade da educação, e entender quais são os problemas concretos. Tem que ter concurso público para o Estado! As escolas estão sem condições de acolher os alunos e profissionais que não estão dando conta devido à demanda e falta de estrutura e atrativos para os alunos”, disse o vereador.

Mais conteúdo sobre:
NotíciasO dia na câmara
Vereador Marcel Silvano - Informação obtida em http://marcelsilvano.com.br/noticias/macae-fica-abaixo-das-metas-do-ideb/